Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Meu espaço de Trabalho

Estava eu a acompanhar o blog do  Daniel Wildt  e me chegou  este post  sobre estações de trabalho. E entrando no assunto sem ser convidado, decidi deixar minha contribuição com o assunto (que me parece ser  recorrente  no  mundo de TI ). Acima está a visão da minha área de trabalho e como no  post do Daniel , seguirei uma estrutura em 6 partes: (1) : Eu não tenho biblioteca na minha mesa. Acho que isso seria um grande desperdício de espaço e normalmente tudo que eu preciso consultar é digital. (2) : Eu não gosto de porta retratos na mesa. Como já dizia  Seinfeld  "Por acaso estas pessoas esquecem de suas famílias?". Mas a minha pequena Liga de Bonecos Sem Limites me faz uma boa companhia. (3) : Não tenho um painel motivacional na mesa. Mas a empresa tem vários quadros espalhados e eu tenho uma impressão do seguinte cartoon colado no meu porta trecos. (4) : É bem explícito que eu trabalho exclusivamente com o meu notebook. Mas vale ressaltar que o notebook nã

Academia versus Mercado

Quando um aluno de nível superior finaliza seu curso [1]. Ele é confrontado com uma decisão bastante importante sobre seu futuro: Seguir carreira acadêmica ou no mercado [2]. A maior parte dos formandos se vêem tentados por seguir a segunda opção ao passo que a primeira ainda é tratada quase como um celibato. Sendo eu uma pessoa que escolheu seguir ambas as carreiras de maneira simultânea [3] gostaria de expor um pouco das minhas idéias acerca do assunto e por que eu acho que ambas são bem complementares. Ambas as opções tem por objetivo o casamento entre problema e solução. Apesar disto o que temos é que nossas ações de mercado são mais voltadas para o problema que para a solução. Isso é muito bom àqueles que tem sede de encarar a realidade de fato. No mercado você enfrentará problemas reais de clientes reais. Aqui o prazer está em colocar software que funciona na mão do usuário. Porém a solução é normalmente apenas uma ponte e, por mais que tentemos colocá-la em um pedestal, ela