Pular para o conteúdo principal

Postagens

De Híbrido a 100% remoto - o caso da bxblue

A bx nasceu como uma empresa remota. Durante os primeiros 18 meses, os três fundadores --  eu, Guga e Roberto -- trabalhamos de nossas casas. Passado esse período inicial de maturação da idéia, nosso time começou a crescer, e acabamos optando por seguir um modelo híbrido. Nele tecnologia e marketing permaneceram remotos porém nosso time de atendimento e vendas ficou atrelado ao nosso escritório. Mas, como em muitas outras empresa, isso mudou nas últimas três semanas. Depois de tantos anos, nos tornamos uma empresa 100% remota. O O grande incentivo veio da situação que vivemos no mundo atualmente. Tendo o isolamento social como uma medida necessária a todos que tem o privilégio de poder fazê-lo, era nossa responsabilidade fazer tal mudança. Pois minha intenção aqui é contar um pouco tem sido essas 3 semanas que marcam o começo de um período que a ainda tem muito pela frente. Porque Híbrido? Antes, deixe-me explicar por que escolhemos o caminho de ser uma empresa híbrida, tendo na
Postagens recentes

Aceleração de Startups - Parte 4 - Como melhor aproveitar uma aceleração?

Hoje eu fecho essa série de posts sobre aceleração. Já contei sobre o que é uma aceleradora de estágio semente , onde ela se encaixa no ecossistema e como ela pode te ajudar . Se depois disso tudo, você tenha decidido seguir esse caminho, faltou uma coisa: o que você deve fazer para tirar o maior proveito desse momento. E é isso que vou tentar fazer hoje. Antes de Aplicar Entenda o momento da empresa Antes de aplicar para um programa, reflita bem sobre o momento. O propósito de um programa de aceleração té auxiliar a empresa a "saltar" para seu próximo estágio. Para fazer isso, é importante entender bem onde se está agora. Isso vai te auxiliar a mirar onde se deseja estar no futuro. Ter noção desses marcos é de grande valia para estabelecer pontos de referência em medir a evolução ao longo do caminho. É imensa a probabilidade que as coisas irão mudar, mas ter esses lugares para se olhar e comparar pode ajudar a direcionar o navio em momentos bons e ruins. Existem ta

Aceleração de Startups - Parte 3 - Por que ser acelerado?

Como cheguei a mencionar na  primeira parte dessa série ,  o percentual de equity cedido em um programa de aceleração semente pode ser considerado bastante elevado. O que te deixa se perguntando do porque valer a pena participar. Entender a aceleração não como uma etapa natural e necessária para o sucesso de uma startup, mas sim como uma das ferramentas disponíveis, é chave aqui. Então vamos aos pontos que acredito que valem ser pesados nas escolha de se usar desta ferramenta. Investimento Apesar do investimento realizado pela maior parte dos programas de aceleração ser relativamente baixo, este pode ser de grande valia para impulsionar uma empresa em estágio inicial. Mais ainda para empresas que tem neste sua primeira alteração no cap table. Para empresas em estágio pré-seed  este dinheiro costuma garantir que o time vai conseguir segurar as contas durante o período do programa. Contribuindo e fortalecendo o foco necessário para se alcançar a próxima rodada. Rede A rede propor

Aceleração de Startups - Parte 2 - Como é o ecossistema ?

Continuando a série sobre aceleradoras, onde na primeira parte  eu falei sobre o que é uma. Hoje vou contar um pouco de como é o ecossistema que a rodeia. Vale ressaltar que o tipo de aceleradora descrita seria melhor definida como sendo uma aceleradora de estágio semente ( seed stage accelerator ) e desempenha um papel bem específico nos "degraus" da escalada empreendedora. Uma das formas visuais mais interessantes de desenhar este caminho é a feita pela Techstars para explicar ela participa nos mais diversos estágios do ecossistema. Jornada empreendedora de acordo com a Techstars. Usando esse desenho como base, vou tentar delinear como alguns elementos se encaixam nesse ecossistema. Vale ressaltar que essa não é uma relação exaustiva, novos tipos de intervenções são criadas a todo momento, antigas caem em desuso mostrando sua constante evolução e adpatação. Aprendizado No nível de aprendizado, o foco está em fomentar o empreendedorismo e a ensinar o básico de al

Aceleração de Startups - Parte 1 - O que é uma aceleradora?

Costumo dizer que eu já participei de mais programas de aceleração que o aconselhado. Contando com 2018, completei a marca de 5 dessas experiências e acho que já passou da hora de colocar em texto um pouquinho do que vivenciei. Se você não sabe o que é uma aceleradora de startups, vale muito ler este texto do Tony . Aqui vou focar nos critérios do GAN (Global Accelerator Network) do que é um programa de aceleração. Termos favoráveis aos Empreendedores Programa de Curto Prazo Orientado a Mentoria Pequenos grupos de trabalho* Oferece espaço físico* Time forte de gestão Termos favoráveis aos Empreendedores Uma aceleradora tem por propósito ajudar que as startups consigam ganhar corpo em um tempo extremamente reduzido. Daí o termo acelerar. É um extremo contrasenso que ela canibalize as quotas da empresa em um estágio tão crucial. Favorecer os empreendedores é chave não apenas para fomentar que estes corram com o máximo de energia nessa etapa, mas também qu

Primeiro CTO Summit BSB

Na última quarta feira tive o prazer de organizar a primeira edição do CTO Summit Brasília. Evento que reuniu seis CTOs da cidade além de alguns convidados especiais. Já falei antes sobre a minha visão do trabalho de um CTO . Uma posição não só estratégica na maioria das empresas de tecnologia, como também muito procurada e volátil. Ficaram de fora do último texto, muitos dos inúmeros desafios enfrentados por quem assume tal posição. A maioria dos CTOs possuem forte formação técnica, que lhes ajuda a deslanchar a base tecnológica com facilidade. Porém, esta costumar ter diversas brechas com relação a bagagem de gestão de produto e pessoas necessárias. Isso acaba por fragilizar ainda mais uma posição que é tão importante em startups de base tecnológica.  O intuito deste evento foi juntar um pequeno grupo de CTOs para discutir esses desafios, compartilharem o que cada um têm feito. Somando suas forças e criando caminhos para superar suas fraquezas. Um ambiente perfeito para se

O que faz um CTO

A um tempo atrás fui convidado pela galera da Cotidiano para falar um pouco sobre o papel de um CTO.  Você consegue conferir o vídeo na íntegra logo a seguir. Já pra quem prefere em formato texto, coloco os principais pontos mais a frente. Minha fonte para esses dados não vem de pesquisas ou outras literaturas mais consolidadas. Dessa vez, retiro essas conclusões de conversas e observações das minhas próprias empresas onde tive o desafio de ser CTO, além do contato com bons CTOs que tive o prazer de conhecer na minha vida. Sendo assim, acredito fortemente que a responsabilidade do CTO se resume em uma frase: É dever do CTO garantir que a base tecnológica suporte os objetivos da empresa. Sei que é uma definição bem abrangente, mas a mesma deixa bem claro que o a tecnologia tem papel de meio e não fim em uma organização. Sendo assim, cabe ao CTO garantir que a tecnologia alcance seu propósito por quaisquer meios que se julguem pertinentes. Sendo assim vejo três grande