Pular para o conteúdo principal

Sou um Cyborg

Duas semanas atrás vivi uma realidade que levaria muitos a perder os cabelos - meu celular morreu. Ele descarrregou na manhã da segunda feira. Isso resumiu o restante do meu dia a inúmeras de tentativas frustradas de trazê-lo de volta ao mundo dos vivos. Durante um período de pouco mais que seis horas o movimento invonluntário de verificar se tinha recebido alguma notificação se repetiu por inúmeras vezes, encontrando como resposta apenas o vidro negro refletindo minha expressão tristonha.

Mas nada temam, Ao final do mesmo dia voltei a usar meu velho Nexus One¹, voltando do exílio para me ajudar até chegar uma alternativa definitiva.

Quem lê esse relato deve imaginar que eu não consigo me descontectar. Na realidade, comigo ocorre algo mais distante disso, já que me policio bastante acerca das interupções provocadas pela rede no meu dia a dia. Não recebo notificações de Whatzapp diretamente, meu email é verificado apenas algumas vezes por dia e nas minhas viagens eu abandono, quase que por completo, o uso da rede.

Mas se é assim, por que essa perda me causou tanto incômodo se eu consigo me distanciar tão facilmente? Acredito que a resposta esteja em meus hábitos e nas minhas expectativas. Durante um dia normal da semana meu cérebro já está condicionado a receber notificações da família, amigos e projetos. Estar longe disso traduz em mudar a forma como eu entendo que um dia deve ocorrer. Dazendo com que a minha mente comece a trabalhar pessado em buscar de alternativas (a um custo maior da minha atenção).

Outro exemplo deste tipo de ocorrência eu vivo periódicamente no meu hábito de praticar a corrida. A seis anos atrás quando comecei eu simplesmente vestia o tênis e saia para a pista. Com o tempo me habituei ao Ipod, e em seguida ao celular. Neste tempo, por algumas vezes, perdi a vontade de sair pra correr pelo simples fato do celular estar sem bateria. Isso, mesmo apesar, deste ser o recurso menos necessário para a atividade. Mas estando ele já inserido naquela rotina, fica difício dissociá-lo como requerido para tal.

Essas expectativas agem em diversas partes da nossa vida, seja no trabalho ou em ocasiões pessoais. Nós acabamos por esperar as benesses que os "mimos" tecnológicos nos trazem, e quando esses falham, nós não sabemos o que fazer.

E você? O que você não consegue fazer sem a tecnologia hoje?

¹ Rodando "apenas" apps rodando, quase me deu vontade de não abandonar meu N1 e suas 20h de bateria durante o dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suporte para Celular

É engraçado de se pensar que, em 3,5 anos de blog, o post mais acessado do site é o sobre o Suporte para Notebook. Sozinho ele tem quase 3 vezes mais acesso que o segundo colocado. Até hoje eu não sei dizer o por que deste efeito. Apesar disto me orgulho bastante daquele post, afinal além de ter superado minha falta de coordenação motora, ainda cheguei num resultado satisfatório. Já se passaram 2 anos e ambos os suportes se mostram em perfeito estado até hoje.

Pois bem, mas por que ressuscitar este assunto? Na Intacto temos um amigo oculto um pouco diferente, onde cada um tem que fazer seu presente, usando o máximo a sua criatividade. Como eu tirei o Fernando Aguiar, um cara fã de software livre (isso temos em comum). Por isso decidi tentar uma evolução do projeto inicial do Suporte de Notebook (que é aberto e disponível a todos) que elaborei junto ao Marcelo Bassani. Nesta segunda versão usei o Papel Pluma, que apesar de seu valor bem acima que o Paraná (usado anteriormente) resultou…

Aceleração de Startups - Parte 4 - Como melhor aproveitar uma aceleração?

Hoje eu fecho essa série de posts sobre aceleração. Já contei sobre o que é uma aceleradora de estágio semente, onde ela se encaixa no ecossistema e como ela pode te ajudar. Se depois disso tudo, você tenha decidido seguir esse caminho, faltou uma coisa: o que você deve fazer para tirar o maior proveito desse momento. E é isso que vou tentar fazer hoje.

Antes de Aplicar Entenda o momento da empresa Antes de aplicar para um programa, reflita bem sobre o momento. O propósito de um programa de aceleração té auxiliar a empresa a "saltar" para seu próximo estágio. Para fazer isso, é importante entender bem onde se está agora. Isso vai te auxiliar a mirar onde se deseja estar no futuro. Ter noção desses marcos é de grande valia para estabelecer pontos de referência em medir a evolução ao longo do caminho. É imensa a probabilidade que as coisas irão mudar, mas ter esses lugares para se olhar e comparar pode ajudar a direcionar o navio em momentos bons e ruins.

Existem também algun…

Aceleração de Startups - Parte 1 - O que é uma aceleradora?

Costumo dizer que eu já participei de mais programas de aceleração que o aconselhado. Contando com 2018, completei a marca de 5 dessas experiências e acho que já passou da hora de colocar em texto um pouquinho do que vivenciei.

Se você não sabe o que é uma aceleradora de startups, vale muito ler este texto do Tony. Aqui vou focar nos critérios do GAN (Global Accelerator Network) do que é um programa de aceleração.

Termos favoráveis aos Empreendedores Programa de Curto Prazo Orientado a Mentoria Pequenos grupos de trabalho* Oferece espaço físico* Time forte de gestão
Termos favoráveis aos Empreendedores Uma aceleradora tem por propósito ajudar que as startups consigam ganhar corpo em um tempo extremamente reduzido. Daí o termo acelerar. É um extremo contrasenso que ela canibalize as quotas da empresa em um estágio tão crucial. Favorecer os empreendedores é chave não apenas para fomentar que estes corram com o máximo de energia nessa etapa, mas também que tenham fôlego nas etapas futuras para…