Empreender é buscar significado

  • 0
Uma grande mal entendido que eu vejo na nossa cultura é que o conceito de empreender está diretamente ligado ao de ser empresário. Essa conexão é extremamente forte, e compreensível, mas não é uma verdade. Contraditóriamente, uma das definições que eu mais gosto sobre empreendedorismo vem de um livro que faz exatamente esta confusão:



O empreendedor é aquele que se move num mundo incerto para aqueles que trabalham para ele acreditarem estar num mundo seguro.


Se você trocar a parte do "para ele" para "com ele" chegamos ao que eu acho que seria uma boa definição. Nesta definição vemos que a grande habilidade do empreendedor gira em torno de navegar por águas incertas. A busca pelo desconhecido é algo que salta aos olhos deste tipo de pessoa. Quem se enquadra nesta definição não se limita apenas aquilo que está a sua volta. Mais que isso, ele não consegue apenas viver dentro de bases sólidas. Algo dentro dele impulsiona a buscar novas aventuras.


Este tipo de habilidade é extremamente necessária para quem está à frente de uma empresa, mas não deve se limitar aí. É errado de pensarmos que apenas os grandes dirigentes sentem possuem esta necessidade, mas ela também é presente em todas as pessoas. Ao meu ver, ela apenas não é nutrida de forma correta. No livro "O Poder do Hábito" temos o seguinte experimento científico:


Dois grupos de estudantes universitários famintos foram colocados em frente a uma fornada de biscoitos recém assada. Ambos os grupos eram instruídos a não comer os biscoitos. Porém a um dos grupos foi informado que o experimento começaria em breve e que gostariam de ouvir sugestões de como melhorá-lo. Após sofrerem a tentação, os estudantes eram submetidos a testes de concentração. 



O grupo que foi informado do objetivo do experimento (mesmo que falso) tiveram resultados muito superiores ao outro grupo. O que vemos neste caso é que as pessoas se sentem muito mais capazes de realizar suas atividades quando sabem aonde tem que chegar. Mais que isso, neste experimento, vemos que as pessoas tiveram abertura para participar do processo. Um incentivo a poderem influir no processo.

E isso me leva a segunda parte da definição de empreendedorismo. Ao empreendedor, não se restringe a sentir uma vontade incontrolável de fazer algo diferente. Ele faz isto, pois deseja expandir seu raio de segurança além. Não só para ele, mas para os outros que estão contigo. Porém, isso só pode ocorrer quando temos um ambiente onde as pessoas possuem este tipo de liberdade. Mais que isso, um ambiente onde as pessoas podem saber o significado daquilo que estão fazendo.


O que vemos neste TED é muito disso. Vemos que no mundo do conhecimento as pessoas buscam o significado daquilo que fazem. E este significado vai muito além destas pessoas serem mais produtivas. Isso porque, com este conhecimento, abrimos as portas para que se explorem novos territórios.

O que fica então é a pergunta: Por que o empreendedorismo está ligado a ser empresário? A minha experiência mostra que a maioria das empresas retira tanto o sentimento de significado como a liberdade das pessoas em experimentar seus caminhos. Criar sua própria empresa acaba sendo a única saída para que este desejo se sustente. Porém, muitas das pessoas que criam suas empresas, acabam caindo nesta mesma armadilha, e não criam o ambiente propício para que os outros tenham este mesmo sentimento.

Eu tenho visto o movimento Empreendedor cada vez mais forte no Brasil. Mas fica aqui a lição para que não caiamos nestas armadilhas. Que criemos empresas onde as pessoas possam ter este mesmo sentimento de liberdade e significado que impulsinaram quem começou a empreender.

Nenhum comentário: