Pular para o conteúdo principal

Comunidade é bônus

A algumas semanas atrás meu amigo Coisa Estranha falou sobre a sua tristeza de ver algumas comunidades não florecerem. O comentário dele é um complemento ao que o Henrique Bastosdisse certa vez sobre o mesmo assunto. Eu queria colocar um pouquinho da minha opinião sobre o assunto.

Acho que qualquer pessoa que tenha caído neste texto vai concordar que as comunidades são, em sua maioria benéficas. Considero como auto-evidente que elas trazem grande crescimento e força para quem faz parte e colabora com o ecossistema. Afinal, se uma comunidade não lhe faz bem, você está sempre livre para deixá-la.

Independente dos benefícios, as comunidades tem objetivos. Muitas vezes eles não são claros, outras vezes são bem estabelecidos. Mas o fato é que eles são o resultado dos objetivos pessoais de cada um que faz parte da comunidade. Estes podem ser distintos, mas para que o conceito de grupo exista, devem convergir.

É nesse ponto que eu vejo muitos sentirem-se desanimados com "suas comunidades". Muitos começam com objetivos de aprendizado e crescimento. Mas com o tempo, eles transferem estes objetivos aos demais. Isso acontece muito com quem toma a frente destes grupos. Mas ao meu ver, a maior causa é quando os objetivos param de convergir.


Vou contar sobre algo que aconteceu no #dojoBrasilia. Por muito tempo tivemos um grupo bem forte que se encontrava com bastante frequencia. Mas existiram períodos em que, quando nenhum dos caras mais frequentes tomava a frente, não ocorria os dojos. Víamos diversas mensagens na lista de emails, mas nenhuma ação no mundo real. Isso me faz repensar o meu obejtivo do dojo.

Foi dessa experiência que eu tirei uma boa lição. No caso do dojo, meu principal objetivo era codificar com a galera. Mas quando eu vi que isso podia não ocorrer, mudei meu objetivo. Hoje, eu vou disposto a ter 2h da minha semana gastos em brincar com código. Caso tenha mais gente, ótimo. Senão, terei uma boa experiência do mesmo jeito.

Dessa forma, a comunidade é um grande bônus, mas nunca uma vulnerabilidade.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suporte para NoteBook

Hoje em dia usar laptop é um hábito de muitos. Eu mesmo uso laptop diariamente desde 2005 e não tenho pretensões de usar um PC como ferramenta principal de trabalho tão cedo. A mobilidade a praticidade e principalmente a privacidade que o laptop te traz, foram fatores determinantes nesta minha escolha. Porém como já me foi alertado pela nan , o laptop tem sérios problemas ergonômicos. Temos que escolher entre ter a melhor postura para digitar ou a melhor postura para visualizar a tela, nunca ambos ao mesmo tempo. Fora isto, o teclado da maioria dos notebooks não é adequado para longas horas de digitação. Sobre o touchpad, nem se fala. Por isso já fazem mais de 6 meses que eu utilizo um suporte de notebook com um mouse e teclado usb quando estou na Intacto . Isso melhorou bastante a minha postura e tenho sentido bons resultados com a experiência. Hoje utilizo o Notepal S , mas ele tem a desvantagem de "esconder" os controle frontais do laptop, por isso, quem estiver interes

Precificação em Ponto de Função

Estou nessa de ponto de função a algum tempo. Não só participei de sua implantação, como hoje esta é a forma mais utilizada na Intacto para o controle de nossas métricas. Converso com muitos amigos, e muitos me questionam sobre algumas questões sobre pontos de função. A realidade é que sempre fui um cara de desenvolvimento, meu principal objetivo foi sempre transformar sonhos em código em execução. Utilizo a APF como forma de me auxiliar neste caminho, e discuto muito sobre ela com a minha equipe de forma que tenhamos transparência com relação a esta métrica. Em um de meus posts anteriores falei sobre como a utilização de APF pode ser traiçoeira. E hoje venho aqui pra falar mais uma vez destes perigos. No caso de hoje é sobre a homegeinização que o pessoal de negócios tende a trazer sobre esta ferramenta. Houve-se muito no mercado sobre os preços de PF que algumas empresas praticam. Estes preços são utilizados por muitos "homens de negócio" para questionar seus custos e

Suporte para Celular

É engraçado de se pensar que, em 3,5 anos de blog, o post mais acessado do site é o sobre o Suporte para Notebook . Sozinho ele tem quase 3 vezes mais acesso que o segundo colocado. Até hoje eu não sei dizer o por que deste efeito. Apesar disto me orgulho bastante daquele post, afinal além de ter superado minha falta de coordenação motora, ainda cheguei num resultado satisfatório. Já se passaram 2 anos e ambos os suportes se mostram em perfeito estado até hoje. Pois bem, mas por que ressuscitar este assunto? Na Intacto temos um amigo oculto um pouco diferente, onde cada um tem que fazer seu presente, usando o máximo a sua criatividade. Como eu tirei o Fernando Aguiar , um cara fã de software livre (isso temos em comum). Por isso decidi tentar uma evolução do projeto inicial do Suporte de Notebook (que é aberto e disponível a todos) que elaborei junto ao Marcelo Bassani . Nesta segunda versão usei o Papel Pluma, que apesar de seu valor bem acima que o Paraná (usado anteriormente) res