Pular para o conteúdo principal

Trabalhando Remoto

Já são mais de 3 anos que quase a totalidade do meu trabalho ocorre de forma remota. O que começou por necessidade, já que a nossa equipe estava se espalhando por várias cidades e países, acabou virando um hábito. Hoje, esse modo é parte integral de como funciona meu dia a dia.

Nesse tempo tenho cada vez mais conhecido pessoas que vivem essa mesma realidade. Em especial, neste mês de outubro, tenho me encontrado com alguns amigos da cidade que ou já vivem ou estão começando a viver remotamente. Por isso achei válido colocar aqui alguns aprendizados, dicas e opiniões sobre esse universo.


Domínio do seu tempo

Para mim a maior vantagem do trabalho remoto vem controle que você tem do seu tempo. Eliminar o desperdício que existe nos deslocamentos do dia, por si só já é uma imensa vantagem. Com mais espaço na sua agenda, sobra para você investir na família, evolução pessoal e profissional, outros projetos e diversão.

Mas isso não vem sem um custo. Maior disponibilidade exige alguns esforços e controles maiores de agora que não existe o suporte que um ambiente tradicional de trabalho fornece.  São coisas que você não notava, mas começa a perceber agora que sua realidade muda. Veja alguns principais.

Controle sua Atenção

A primeira grande dificuldade da maioria dos remotos (quem trabalha remotamente) e saber onde focar. Veja que eu uso a palabra atenção e não "tempo de trabalho". Isso pois, de fato, é de atenção que você realmente precisa. Ignore o fato que a sua remuneração provavelmente esteja atrelada a horas (minhas críticas a este modelo ficam pra mais tarde) pois remotamente, mais que nunca, o que se ressalta é gerar resultados.

Ser produtivo envolve fugir do Netflix e PlayStation a dois passos de distância. Se sua força de vontade é fraca, você terá problemas, Não existe seus colegas a sua volta para dizer que você devia estar trabalhando em vez te ter ficado uma hora vendo vídeo no Youtube.

Para a maioria dos remotos a forma mais fácil criar de uma rotina ou hábitos. São formas de informar pro seu cérebro que o dia começou e não está mais em "modo de descanço" e sim em "modo de produção". Para alguns tomar um banho já serve, alguns é iniciar um cronômetro, já outros precisam de trocar de ambiente (ir para um escritório na casa ou espaço de co-working).

No final das contas trabalho remoto é para pessoas responsáveis. Você deve assumir a tarefa de experimentar e descobrir o que funciona no seu caso.

Controle suas Tarefas

Se antigamente seu chefe só se preocupava com seu relatório de horas, bastava garantir que sua bunda estava na cadeira todo dia para que muitos dos seus problemas se resolvesse. Agora que seu chefe não consegue te ver todo o dia o dia todo, isso acabou. Sua produtividade é percebida agora em cima de quanto você controla o tem sido feito e o que há por fazer. Não pelo mero prazer de metrificar seu trabalho, mas por trazer mais visibilidade de quando tudo está indo bem ou quando as coisas estão travadas.

Controlar suas tarefas vai do tipo de projeto e de equipe em que você está inserido. Quando sozinho, uma lista de tarefas em papel ou online (Google Keep ou evernote) pode bastar. Trabalhando com mais gente? Hora de experimentar outras ferramentas. Já trabalhei com Trello, lista de issues no GitHub e até planilhas no Google Docs.

Trabalho remoto é medido (ou seria melhor dizer percebido?) pela quanto você avança e não por quanto tempo você gasta. É você quem controla o fluxo de como as coisas evoluem do seu lado.


Controle sua Comunicação

A solidão aflige muitos remotos. Por isso que muitos buscam se reunir, frequentam espaços de co-working e cafés. Mas essa é apenas uma das dimensões da sua socialização, afinal, temos ainda a sua equipe. Comunicar-se com eles é essencial para o bom andamento do projeto, principalmente agora que não exsite mais o canal subliminar do contato pessoal diário.

Pra começar, deve existirpelo menos um canal de comunicação da equipe. Um local onde todos podem ir para se encontrar e conversar sobre o projeto (e de preferência ir além disso). Quando comecei usávamos email e um grupo do Google Hangouts, depois fomos para o Campfire. Hoje o Slack tem sido rei neste sentido, suas integrações ajudam a deixar tudo centralizado e organizado (fora a minha paixão por gifs e memes). Para conversas e reuniões já usei de tudo : Skype, Hangouts, Appear, Bluejeans, etc (o que estivesse funcionando no momento).

Mas comunicação não é só ferramenta, como 99% da sua comunicação será escrita é bom prestar mais atenção. Primeiro escolher para onde você está direcionando sua mensagem. Se o assunto é uma funcionalidade, talvez o melhor lugar é a issue do github, já que ficará registrado. Se é uma dúvida pessoal, uma mensagem no whatzapp. Um link ou discussão interessante cabe mais no Slack. Além disso, é bom ser claro na mensagem, anexar arquivos e imagens relevantes.

Trabalho remoto não implica em se tornar um monge isolado no alto da montanha. Comunicação se torna ainda mais importante quando não podemos nos ver cara a cara e confiar na "leitura corporal", então se expresse bem e bastante.


Amarrando tudo

Ser um remoto tem não só me economizado tempo (e gasolina) como me tornado um profissional melhor. O código dos projetos são mais vistos, já que toda mudança é notificada e visível por toda a equipe. Comentários e documentação são mais claros, já que é a forma padrão de nos entendermos. Cada vez mais empresas tem experimentado estes benefícios e gostado dos resultados, então essa realidade só tem a crescer. Claro que deixei de fora alguns benefícios e dificuldades. Mas para mim, esses são os principais.  E você, quais são as suas dificuldades e truques ?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suporte para Celular

É engraçado de se pensar que, em 3,5 anos de blog, o post mais acessado do site é o sobre o Suporte para Notebook. Sozinho ele tem quase 3 vezes mais acesso que o segundo colocado. Até hoje eu não sei dizer o por que deste efeito. Apesar disto me orgulho bastante daquele post, afinal além de ter superado minha falta de coordenação motora, ainda cheguei num resultado satisfatório. Já se passaram 2 anos e ambos os suportes se mostram em perfeito estado até hoje.

Pois bem, mas por que ressuscitar este assunto? Na Intacto temos um amigo oculto um pouco diferente, onde cada um tem que fazer seu presente, usando o máximo a sua criatividade. Como eu tirei o Fernando Aguiar, um cara fã de software livre (isso temos em comum). Por isso decidi tentar uma evolução do projeto inicial do Suporte de Notebook (que é aberto e disponível a todos) que elaborei junto ao Marcelo Bassani. Nesta segunda versão usei o Papel Pluma, que apesar de seu valor bem acima que o Paraná (usado anteriormente) resultou…

Aceleração de Startups - Parte 4 - Como melhor aproveitar uma aceleração?

Hoje eu fecho essa série de posts sobre aceleração. Já contei sobre o que é uma aceleradora de estágio semente, onde ela se encaixa no ecossistema e como ela pode te ajudar. Se depois disso tudo, você tenha decidido seguir esse caminho, faltou uma coisa: o que você deve fazer para tirar o maior proveito desse momento. E é isso que vou tentar fazer hoje.

Antes de Aplicar Entenda o momento da empresa Antes de aplicar para um programa, reflita bem sobre o momento. O propósito de um programa de aceleração té auxiliar a empresa a "saltar" para seu próximo estágio. Para fazer isso, é importante entender bem onde se está agora. Isso vai te auxiliar a mirar onde se deseja estar no futuro. Ter noção desses marcos é de grande valia para estabelecer pontos de referência em medir a evolução ao longo do caminho. É imensa a probabilidade que as coisas irão mudar, mas ter esses lugares para se olhar e comparar pode ajudar a direcionar o navio em momentos bons e ruins.

Existem também algun…

Aceleração de Startups - Parte 1 - O que é uma aceleradora?

Costumo dizer que eu já participei de mais programas de aceleração que o aconselhado. Contando com 2018, completei a marca de 5 dessas experiências e acho que já passou da hora de colocar em texto um pouquinho do que vivenciei.

Se você não sabe o que é uma aceleradora de startups, vale muito ler este texto do Tony. Aqui vou focar nos critérios do GAN (Global Accelerator Network) do que é um programa de aceleração.

Termos favoráveis aos Empreendedores Programa de Curto Prazo Orientado a Mentoria Pequenos grupos de trabalho* Oferece espaço físico* Time forte de gestão
Termos favoráveis aos Empreendedores Uma aceleradora tem por propósito ajudar que as startups consigam ganhar corpo em um tempo extremamente reduzido. Daí o termo acelerar. É um extremo contrasenso que ela canibalize as quotas da empresa em um estágio tão crucial. Favorecer os empreendedores é chave não apenas para fomentar que estes corram com o máximo de energia nessa etapa, mas também que tenham fôlego nas etapas futuras para…